Skip to main content

Alimentos contaminados por agrotóxicos

O crescente uso de agrotóxicos na produção agrícola e a consequente presença de resíduos acima dos níveis autorizados nos alimentos têm sido alvos de preocupação no âmbito da saúde pública, exigindo, das diversas esferas de governo, investimento e organização para implementar ações de controle do uso de agrotóxicos.

O Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi criado em 2001 como um projeto com o objetivo de estruturar um serviço para avaliar e promover a qualidade dos alimentos em relação ao uso de agrotóxicos e afins.

O PARA tem por objetivo verificar se os alimentos comercializados no varejo apresentam níveis de resíduos de agrotóxicos dentro dos Limites Máximos de Resíduos (LMR) estabelecidos pela Anvisa e publicados em monografia específica para cada agrotóxico. Permite, também, conferir se os agrotóxicos utilizados estão devidamente registrados no país e se foram aplicados somente nas culturas para as quais estão autorizados.

Existem dois tipos de irregularidades avaliadas, uma quando a amostra contém agrotóxico acima do limite máximo de resíduo permitido e outra quando a amostra apresenta resíduos de agrotóxicos não autorizados para o alimento pesquisado.

Os agrotóxicos são a segunda causa de intoxicação no país, ficando atrás apenas dos medicamentos.

No caso do morango, 59% das amostras analisadas apresentaram problemas contaminação. No pepino e no abacaxi, o percentual de amostras irregulares foi de 42% e 41%, respectivamente.

É possível remover todo o agrotóxico lavando os vegetais?

Infelizmente, não. Lavar frutas e verduras em água corrente é fundamental, porém só retira parte do agrotóxico usado nas plantações. Estas substâncias acabam sendo absorvidas pelos alimentos e circulam, através da seiva, por todos os tecidos vegetais. Lavar os produtos só retirará a camada superficial de agrotóxicos.

Para reduzir o consumo de agrotóxicos em alimentos, o consumidor deve optar por produtos com origem identificada, o que aumenta o comprometimento dos produtores em relação à qualidade dos alimentos, com adoção de boas práticas agrícolas, ou então devem escolher produtos orgânicos.

Como não temos meios para rastrear a origem daquilo que consumimos, alguns cuidados devem ser tomados. Os procedimentos de lavagem e retirada de cascas e folhas externas de verduras também ajudam na redução dos resíduos de agrotóxicos e eliminação de microorganismos resistentes. Para completar a limpeza, dilua 10 gotas de hipoclorito de sódio para cada litro de água. Deixe de molho, aguarde cerca de 10 a15 minutos e pronto, não precisa lavar, mas se desejar utilize água filtrada.

Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/wps/portal/anvisa/home

Você pode gostar de ler também...